Dietas: as 4 melhores para praticantes de musculação

Dietas

É necessário cautela por parte de cada indivíduo na hora de escolher umas das dietas que mais se adeque a seu estilo de vida e aos objetivos que pretende alcançar. Entre os praticantes de musculação, as dietas devem ser feitas juntamente com a prática da atividade física, a fim de maximizar as chances de um bom resultado.

Na hora de montar uma dieta, deve-se pensar quantas calorias serão necessárias para a musculação diária para o ganho de músculos, definir as quantidades de proteínas, carboidratos e gorduras para alcançar a necessidade calórica e dividir as refeições da dieta para a musculação.

X dietas que todo praticante de musculação deve conhecer.

Aqui estão as principais dietas destinadas a praticantes de musculação:

1 – Dieta do ovo

Muito utilizada para a queima de gordura e aumentar os ganhos de massa muscular. Na gema do ovo está localizada a maior parte dos nutrientes e gordura, enquanto a proteína fica na clara. Algumas dietas utilizam maior quantidade de clara do que de gema, consumindo assim pouca gordura e muita proteína. O ovo auxilia na sintetização de proteínas e possui nutrientes que fazem bem ao organismo.

A clara do ovo também desempenha uma enorme importância no processo de restauração muscular, além de evitar perda de massa magra e ajudar no crescimento de tecido muscular.

2 – Dieta da banana

Bananas são importantes para a rápida obtenção de energia e carboidratos e possuem fibras que contribuem para o crescimento muscular. Ricas em proteínas, potássio, sódio, fósforo, cálcio, vitaminas A, B6 e E, possuem valor nutritivo maior do que a maioria das frutas. A quantidade recomendada é de duas bananas por dia, uma antes e outra depois do treino.

Na musculação, o carboidrato serve como fonte de energia e o potássio ajuda nas contrações musculares e age contra câimbras, causadas pela perda de sais minerais pela transpiração, sendo de grande utilidade durante atividades físicas.

3 – Dieta cutting

Essa dieta serve para definição muscular, não emagrecimento rápido. É destinada aos praticantes de musculação que querem deixar os músculos mais visíveis após o ganho de massa muscular, retirando a gordura de cima deles. Tem como meta preservar o máximo de massa muscular, perdendo gordura e até mesmo a retenção de líquidos no corpo, acompanhada por intensa atividade na academia.

Na musculação tradicional, é necessário descobrir a necessidade diária de calorias a serem consumidas. Na cutting, esse princípio é utilizado inversamente, as calorias devem ser cortadas aos poucos da dieta diária e, caso esse corte seja feito muito bruscamente, corre-se o risco de perda da massa muscular.

4 – Dieta paleo

Baseada na prática alimentar dos habitantes da era Paleolítica, na qual a subsistência vinha da carne proveniente da caça de animais, da coleta de frutos e do que era proporcionado pela natureza, essa dieta se propõe a trazer ao homem moderno a resistência, vitalidade, disposição e força dos corpos saudáveis dos homens primitivos.

Tem por objetivo o emagrecimento natural por meio do abandono de alimentos industrializados e carboidratos prejudiciais à saúde e do consumo de todos os tipos de alimentos naturais, como carnes, frutas, vegetais, arroz branco, cenoura, batata, batata-doce, banana, beterraba e tapioca.

Os motivos dessa dieta se devem à crença de que o corpo humano é naturalmente mais apto a utilizar fontes de alimentos naturais para obter energia. Como método de sobrevivência, o corpo estaria “programado” a guardar gordura para ser utilizada em casos de emergência.

As 10 vantagens da dieta paleo

No mundo moderno, civilizado e industrializado não temos mais tanta necessidade de utilizar essa gordura acumulada, mas ela permanece guardada e seu estoque continua a aumentar, sendo que comemos mais, mas sem a necessidade de utilizar tudo isso para as atividades diárias.

 

Autor: admin

Compartilhe este artigo no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *