A reposição hormonal feminina

Reposição hormonal feminina:

Mulheres sofrem muito mais com a ação dos hormônios que os homens. E muito provavelmente, se o combo exercício e dieta não está funcionando na hora de emagrecer, a culpa muito provavelmente é dos hormônios.

Mas são diversos os problemas que eles podem causar. Fique atenta aos sintomas e consulte um médico.

A reposição hormonal feminina

reposição hormonal feminina

  • Menopausa

Os sintomas da menopausa costumam aparecer em mulheres entre 45 e 55 anos. E  Não  muito agradáveis, insônia, fadiga, alterações na pele e no cabelo, irritabilidade, entre outros, costumam ser seus sintomas.

Esse conjunto acaba fazendo com que a mulher desista da academia frente aos incômodos frequentes.

Mas felizmente todos os sintomas podem ser tratados por meio de reposição hormonal, que também ajuda a prevenir doenças cardiovasculares e osteoporose. Ou seja, consultou um médico e ele liberou? Não tenha medo e aproveite!

  • Peso extra que insiste em não ir embora

Existem dois hormônios no corpo que são responsáveis, entre outras funções, por controlar a queima de gordura e a disposição.

São eles o T3 e o T4. Quando eles estão em concentração mais baixa do que deveriam, o metabolismo fica lento e a perda de peso prejudicada. Outros sintomas são queda de cabelo, pele seca, sonolência e cansaço.

Depois de identificado o problema, pode ser feita a reposição hormonal. Ela pode ser realizada de forma natural ou medicamentosa, tudo vai depender da sua necessidade. Consulte um médico e veja a melhor opção.

Dosagem definida, todos os sintomas vão embora, assim como o insistente – e chato – peso extra!

  • Aquela gordurinha que insiste em sair para fora do sutiã e marcar o tomara que caia

Sabe aquela gordurinha que sobra na lateral o sutiã e que não tem exercício que tira ela de lá? Ela pode ser causada pelo excesso de cortisol no corpo.

O problema ocorre principalmente em pessoas muito estressadas e que vivem em constante tensão. Isso acontece porque o cortisol é liberado toda as vezes que o cérebro identifica situações de perigo. Quem dorme mal ou usa corticóides frequentemente, também pode sofrer do problema.

O pior é que, além do acúmulo de gordura na parte superior das costas, o excesso de cortisol também causa propensão a estrias.

Dica: busque maneiras de desestressar e aliviar a tensão. Exercícios físicos e atividades como yoga e meditação são uma boa pedida.

  • Barriga persistente

Não só um abdômen volumoso, mas também acne, aumento de pelos e síndrome dos ovários policísticos podem ser um sinal de que algo vai errado com a produção de insulina.

Responsável por facilitar a entrada do açúcar nas células, quando secretada em excesso, favorece que o estoque de gordura do corpo se acumule na barriga.

O problema é causado principalmente por más escolhas alimentares, como carboidratos de má qualidade em excesso e abuso de alimentos industrializados.

  • Efeito sanfona

Provavelmente o fenômeno mais temido em quem está de dieta, o efeito sanfona pode ter origem hormonal.

O que acontece é o seguinte: há dois hormônios produzidos no estômago que são responsáveis pela sensação de saciedade, a grelina e a leptina. A primeira começa a ser produzida pouco antes do horário das refeições, e é a responsável por descontroles alimentares.

A segunda preserva a memória do peso. Ou seja, quando estão desreguladas, não há dieta que dê jeito, os quilos perdidos vão voltar, causando o temido efeito sanfona.

  • Quadril extra grande

Hormônios sexuais também podem interferir no peso.

A progesterona é a responsável pela retenção de líquido, o que causa o inchaço. Já o estrogênio precisa estar sempre bem regulado. Quando está muito baixo, faz com que a gordura se acumule no abdômen, em alta leva ela direto para o quadril.

Problemas com a testosterona também dificulta a queima de gordura. É importante visitar um médico para que ele defina a dosagem adequada a sua necessidade.

Autor: admin

Compartilhe este artigo no

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *